República de Halta

Ao leste de Linowan, nas profundezas das florestas
coníferas, vivem os misteriosos Haltan. Como os bárbaros
habitantes das florestas do Leste distante, os Haltan vivem
nas copas das gigantescas arvores que cobrem a região.
Porem diferente destes selvagens, o povo Haltan possui uma
sociedade marcada por refinados trabalhos em metal, cultivo
de vegetais, um governo central unificado e o convívio com
bestas e pássaros inteligentes existentes na região. Suas
cidades se sustentam em uma serie de plataformas de
madeira nos galhos de suas estimadas sequóias, e sua cidade
capital, Chanta, é um verdadeiro trabalho de beleza e uma
maravilha da engenharia. Por todo de seu território,através
dos galhos das enormes árvores, os Haltan construíram uma
complexa rede de pontes aéreas que conectam os vários
assentamentos. Um homem pode percorrer mais de 100
quilômetros através da floresta sem jamais por os pés no
chão.
Os Haltan são muito parecidos fisicamente com os
Linowan, exceto pelos seus cabelos, de um profundo e farto
verde, e seus dedos que são um pouco mais longos que o
normal. Eles também compartilham da postura de eterna
hostilidade dos Linowan. Típicas armas Haltan incluem
espadas, lanças de arremesso e bumerangues de aço
afiadíssimos. Seus animais de estimação também são armas
ao seu próprio modo, sejam suas gigantes aranhas de
madeira, grandes leopardos das arvores ou mesmo outras
criaturas mais exóticas. Os Haltam reverenciam suas arvores
como sagradas e cuidam delas com amor e respeito. Eles
buscam expandir suas sagradas florestas, e algumas vezes
guerreiros são enviados até as extremidades para plantar
sementes e expandir suas fronteiras. Os Haltan também são
famosos pelas estranhas plantas que eles cultivam ou que
colhem das profundezas selvagens das florestas.
Nas mais remotas cidades Haltan, algumas feras
domadas falam e pensam como humanos. Essas criaturas, de
distante parentesco com animais deformados pela Wyld,
possuem muitos dos direitos dos cidadãos. Ainda nessas
cidades distantes, vivem humanos afetados pela Wyld que
adquiriram características animais. Ainda que os Haltan
odeiem a Wyld, eles vêem qualquer mistura de traços
humanos e animais como algo sagrado (embora um pouco
perturbador, às vezes), e tais seres normalmente se tornam
sacerdotes.
Os Haltan possuem antigos tratados de não
interferência mútua estabelecidos com os nativos do Povo
Fada. Como resultado, o Povo Fada não perturbará ninguém
que esteja sobre as árvores. Qualquer um no solo, porem,
seja Haltan ou não, é uma presa em potencial. Algumas Fadas
até mesmo vivem entre os Haltan, trocando bens e serviços
pelo direito de se alimentar de seus sonhos ou emoções.
Comercio com a Republica de Halta normalmente
exige uma escolta de guias Haltan até as arvores de suas
cidades. É mais comum, porem, que os Haltan enviem seus
próprios comerciantes até terras distantes. Alguns viajam
para o oeste, levando consigo madeira Haltan, temperos raros
e ervas caríssimas até Nexus, Gethamane, Chiaroscuro ou
terras mais distantes. Outros vão mais ao leste, até as tribos
da floresta, e retornam trazendo consigo plantas e esculturas
únicas. Haltan treinadores de animais também viajam com
seus bichos de estimação, atravessando a Criação e
realizando espetáculos fabulosos.

República de Halta

Crônicas de Exalted alyssonlago alyssonlago